Análise: Present Tense

Lembro da primeira vez que ouvi o No Code e confesso que foi um disco que não gostei na primeira ouvida. Achava ele diferente demais e sabia que ia precisar ouvir mais vezes, compreender os detalhes e só assim ter uma opinião formada. Anos depois, hoje digo que o No Code forma junto com o Yield e o Binaural a trilogia que considero sagrada do Pearl Jam.

Ao ouvir o No Code, lembro especificamente de Present Tense; ela é uma das obras primas do Pearl Jam. Seu começo tímido, a guitarra do Mike quase inaudível, e a forma como essa música cresce até seu final, com a banda toda, principalmente a bateria do Jack Irons que é única em seu estilo mais tribal.

Do you see the way that tree bends?
Does it inspire?
Leaning out to catch the suns rays
A lesson to be applied

O começo de já é o indício do Eddie que conhecemos por músicas com grandes metáforas na natureza. As plantas se curvam em direção ao sol por que ele é quem provê a energia necessária para elas crescerem (todos se lembram das aulas de Biologia sobre a fotossíntese). Não apenas crescerem mas desenvolver seu modo de vida. Uma planta sem sol, com algumas poucas exceções, é uma planta sem vida; é o sol que a alimenta. Sabendo disso, isso te inspira? Qual a lição que poderemos tirar das plantas? Provavelmente, a lição de que nossas vidas também precisam de um sol. Neste ponto, um sol metafórico, não no sentido propriamente dito, mas algo que nos dê a energia para prosseguir todos os dias. Cada um de nós tem um lugar de onde essa energia flui, o que nos motiva em particular.

Are you getting something out of this
All encompassing trip?

Você está tirando algum proveito dessa viagem que fazemos juntos? “Juntos” seria compartilhar o mesmo espaço temporal que compreende o intervalo de nossas vidas. Uma longa viagem de, na média, 75 anos. Mas o que aproveitamos dela? Muitas pessoas passam anos buscando compreender quais seriam os sentidos das suas vidas. Para algumas doutrinas orientais, elas estão aqui devido ao seu carma, e aliás, carma é uma palavra importante nessa análise. Não sou especialista nesse tema, mas pelo que conheço o carma diz que o que vivenciamos nessa vida é fruto de decisões tomadas no passado. É uma causa e efeito, de maneira geral, em que nossas ações se refletem por nossa vida. Isso é importante por que os próximos versos possuem uma ligação com essa questão de carma, na minha opinião.

You can spend your time alone
Redigesting past regrets
Or you can come to terms and realize
You’re the only one who can’t forgive yourself
Makes much more sense
To live, in the present tense

 De fato, tudo que fazemos reflete algo no nosso futuro. Você, que está aí lendo esse meu texto, provavelmente terá sua vida toda afetada por essa ação. Se em vez disso estivesse assistindo a um belo jogo de futebol ou fazendo qualquer outra coisa, os desdobramentos provavelmente seriam diferentes. “You can spend your time alone, redigesting past regrets”. O carma é pessoal, não coletivo. Você poderia passar o resto da sua vida sozinho, pensando nas suas ações e se arrependendo delas, OU… “you can come to terms and realize You’re the only one who can’t forgive yourself Makes much more sense to live, in the present tense.”

Você pode perceber que faz muito mais sentido viver o hoje, sem pensar no que passou, pois “esse passado” não mudará os fatos; o que importa é que, a partir de agora, nossos erros nos ajudarão a acertar. ‘Não podemos voltar atrás e fazer um novo começo, mas podemos começar agora e fazer um novo fim’, diria aquela famosa frase. Nesse trecho me pergunto se eles teriam a ver com o pai do Eddie; talvez um arrependimento de, quando o pai foi apresentado como um amigo da família, ele, Eddie, não ter dado muita bola, ou não ter percebido nada de estranho. Uma atitude que se manifesta até os dias de hoje na vida do Eddie.

Have you ideas on how this life ends?
Check your hands and study the lines

Aqui o Eddie evoca o destino. A quiromancia é a arte que algumas pessoas dizem ter para ler as linhas presentes na palma das mãos pra nos dizer nosso futuro – é o nosso destino. Mas ao mesmo tempo, essa frase da “Present Tense” não demonstra uma aceitação passiva. As mãos representam a ação, a atividade. Estude as linhas das suas mãos, pois a solução para o que você se pergunta ou o que você quer está nela. Elas representam que a força está com quem quer, de fato, mudar algo.

Have you ever believed that the road ahead
Ascends off into the light?

Você acha que a estrada que você escolheu é a correta? Ela está te levando pelos caminhos certos? Eu me lembro que em uma entrevista o Jeff comentou que o Pearl Jam quase acabou em 1996 por ser considerada ‘a bandinha do Ed’. Seria o Eddie se questionando sobre suas próprias decisões? Sobre sua maneira pessoal de escrever e cantar? E seria isso uma analogia para nos questionarmos se nossas escolhas são realmente o que devemos fazer ou se há outra alternativa? Esses questionamentos ajudariam a se livrar dos arrependimentos passados cantados anteriormente.

Seems that needlessly it’s getting harder
To find an approach and a way to live

Needlessly. Essa pra mim é a palavra mágica. Parece que sem a necessidade está ficando difícil achar uma maneira e um jeito de viver. Isso por que os arrependimentos são desnecessários, a vida segue; e é difícil encontrar essa nova forma de viver carregando um peso nas costas, um arrependimento. A partir daí, os versos iniciais de repetem.

Are we getting something out of this

All encompassing trip?

You can spend your time alone

Redigesting past regrets

Or you can come to terms and realize

You’re the only one who cannot forgive yourself

Make much more sense

To live in the present tense

Pra mim, Present Tense não só é profunda como é também um ensinamento; um ensinamento de que tudo passa. De que talvez o que damos valor hoje em dia como sendo algo custoso emocionalmente, fisicamente, terá seu valor diminuído quando encontrarmos nossos caminhos novamente, quando acharmos nossa nova motivação e a energia para prosseguir, assim como a energia do sol para as árvores. Present Tense me ensinou que o passado existe e existirá pra sempre, sem poder ser destruído; mas ela também me ensinou que ele não pode ser revivido, e que tentar revivê-lo é perder a chance de aproveitar as novas oportunidades que aparecem na vida. Por isso, faz muito mais sentido viver o hoje.

Ouça música do Tuatara, projeto paralelo do Mike McCready

140721-tuatara-peter-buck-stream-album-f424

Como anunciamos há um tempo atrás, o Mike McCready está participando do Tuatara, projeto que reúne além do Mike o Barrett Martin do Screaming Trees, Peter Buck do antigo REM, Justin Harwood (Luna e The Chiils) e também Skerik (um saxofonista de Seattle). Vale a pena lembrar que Barrett Martin fez parte do Mad Season junto com o Mike. O nome do disco será Underworld. Para ouvir a música Snakecharmer liberada hoje basta clicar aqui. Certamente vale a pena conferir por se tratar de um som totalmente experimental e diferente.

Krist Novoselic sai em Defesa do Eddie

640x360

Na última semana, após o show do Pearl Jam em Milton Keynes, onde o Eddie fez um discurso contra a guerra no Oriente Médio, e também após sua carta aberta sobre o assunto, uma grande polêmica acerca do assunto foi criada.

Após Neil Young cancelar um show em Israel, agora é a vez de Krist Novoselic, baixista do Nirvana, dar sua opinião e defender o Eddie por sua ação. Ele publicou uma mensagem em seu blog onde agradece ao Eddie por ter pedido a paz no mundo. Abaixo, um pequeno trecho do texto e o link para ler a matéria completa:

“It is the knuckleheads on both sides that should be criticized and not the singer from a rock band. In addition, both sides need to make hard decisions about finding a settlement to the catastrophe that is Israel/ Palestine.”

“São os babacas dos dois lados que devem ser criticados, e não o cantor de uma banda de rock. Além disso, os dois lados devem fazer decisões contundentes para achar um acordo e acabar com a catástrofe que é o conflito Israel/Palestina.” (tradução nossa)

Link da matéria: http://kristnovoselic.blogspot.com.br/2014/07/standing-with-eddie-vedder-and-real.html?spref=tw

Download dos Shows 2013 – Vídeos e DVD Audience

Sem título

Como todos sabem, ao longo dos anos muitos fãs começaram a filmar os shows do Pearl Jam e acabam montando um dvd com as melhores imagens e sincronizado com o áudio do bootleg oficial. Na turnê de 2013 pelos Estados Unidos não foi diferente. Com a qualidade dos shows e os setlists longos e incríveis, trazemos aqui uma compilação do que saiu até agora. Com certeza é uma boa opção para quando tiver um tempo livre. Todos os downloads são por Torrent, mas há também a opção de assistir online pelo Youtube. A maioria dos Torrents está em Blu-Ray. Assim, a melhor qualidade também ocasiona o aumento no tamanho do arquivo.

21/10/2013 – Philadelphia – Link Torrent Link Youtube

15/11/2013 – Dallas – Link Torrent  Link Youtube

16/11/2013 – Oklahoma – Link Torrent Link Youtube

19/11/2013 – Phoenix – Link Torrent Link Youtube

30/11/2013 – Spokane – Link Torrent Link Youtube

04/12/2013 – Vancouver - Link Torrent Link Youtube

06/12/2013 – Seattle – Link Torrent Link Youtube

18 de Julho: Eddie Vedder em Portugal

Super_Bock_Super_Rock_620

Cidade: Meco

País: Portugal

Data: 18/07/2014

Local: Super Bock Super Rock Festival

Hora: 1:00am (21:00h de Brasília)

__________________

SETLIST:

01. Corduroy (on acoustic guitar)
02. Throw Your Arms Around Me-(Archer, Falconer, Howard, Miles, Seymour, Smith, Waters)
03. Brain Damage-(Waters)
04. Sometimes (sung outro-improv or tag-no internet to check)
05. Wishlist
06. Can’t Keep
07. Sleeping By Myself
08. Without You
09. Tonight You Belong To Me w/ Cat Power-(Rose, David)
10. Needle And The Damage Done-(Young)
11. Just Breathe
(Ed talks about his uncle John and explains why he is wearing the Chicago Bears jersey.  He also notes that the Pearl Jam tour started in Amsterdam and that almost two hundred of the deaths on the plane shot down were people from the Netherlands.  Ed wants them to know that the people of the Netherlands are in his thoughts and that this is just one more reason that we have to stop having wars.)
12. I Am Mine
13. Guaranteed
14. Far Behind
15. Rise
16. Immortality
17. Masters Of War w/ Paulo Furtado “The Legendary Tiger Man”-(Dylan)
18. You’ve Got To Hide Your Love Away-(Lennon, McCartney)
19. Elderly Woman Behind The Counter In A Small Town
20. Portugal (improv)
(if you are anti war it doesn’t make you pro one side or the other.  It does, however, make you pro many things.  Pro peace, pro human, pro evolution, pro communication, pro diplomacy, pro love, understanding, forgiveness.  Some people can’t understand how you can be pro soldier.  But if you are pro peace you are pro soldier because you don’t want the soldier put in harms way….Sometimes when you speak out people misunderstand what you mean but if you don’t speak out…)
21. Imagine-(Lennon)
22. Unthought Known
23. Last Kiss w/ Simon Good-(Cochran) {Simon is Ed’s friend and guitar tech as well as being a friend and guitar tech for Glen Hansard}
24. Better Man
25. Lukin Intro (with improv lyrics-different than other slow Lukin’s)
26. Lukin
27. Black (Crowd sings with Ed just giving the tops of lines)
28. Porch
29. Hard Sun w/ Cat Power, Paulo Furtardo and guests-(Peterson)
30. Rockin’ In The Free World-(Young)

Destaque: Imagine (John Lennon).

Vídeo Imagine:

Eddie Vedder – Imagine (live in Portugal) por sheehanpaul-ie

POSTER:

1910265_10204003216138111_247876499041162008_n

FOTOS:

10488308_10204003217058134_8929952950999182416_n

 

Hoje a tarde (18/07)  o Eddie apareceu em uma praia em Portugal onde tocou para algumas pessoas sortudas que puderam apreciar o momento:

65951_344675392346354_2526361513368432018_n 10250233_344675395679687_7874829519669777930_n