Análise: Ghost

hqdefault.jpg

“A mente é cinza… Como a cidade”

A primeira estrofe já decifra a enigmática porrada Punk chamada Ghost.

Acordes que sobem e descem o tempo todo, solos rápidos e precisos de Mike, o vocal “Riot Áctico” de Eddie Vedder e para os amantes (ou não) de Matt Cameron, uma bateria extremamente precisa e que preenche muito bem os espaços nesse som que foi composto pela sempre eficiente dobradinha Ament/Vedder.

Ghost é um retrato da época e dos sentimentos de Jeff e Eddie no momento em que seu país vivia. A música fala sobre alguém desistindo, perdendo a esperança. Diferente de outras músicas que estão no disco Riot Act, Ghost não nos propõe um momento de redenção, nem esperança. Ela simplesmente nos entrega um retrato explícito que vai perdendo a vida, por isso o título “Ghost” (fantasma) foi escolhido.

A música é forte, tem uma introdução básica porém marcante. Ao longo de seus 3:15 minutos ela nos envolve em seu Riff e na levada acelerada que todos os instrumentos nos entregam, fazendo Ghost uma música realmente difícil de ser tocada, por mais simples que ela possa parecer…

“A mente é cinzenta como a cidade. Empacotada e grande demais. O amor é profundo, desenterre-o, parado sozinho em um buraco. Trabalhando em algo que nunca poderemos entender. Um lugar nas nuvens, seu lugar para se esconder…”

A letra é um tanto enigmática, e as frases são colocadas de maneira aleatória, mas todas se interligam, todas elas descrevem o momento de desistência, de fuga. Elas vão se amarrando até chegar ao refrão;

“Então, estou voando para longe, longe. Estou dirigindo para longe, longe. Encontrando, esperando por caminhos que eu errei antes. Errei antes”

No refrão, o ritmo acelerado de Ghost acalma e o vocal de Eddie ganha o reforço dos Backings Vocals de Matt e Jeff.
O protagonista, que nos primeiros versos desistiu de tudo, no refrão foge. A parte “esperando por caminhos que eu errei antes” é uma dica do que está por vir no próximo verso.
Agora na segunda metade da música, o protagonista se isola. Mas este isolamento acaba só piorando tudo, trancafiado em casa ele olha sua TV e as notícias só pioram sua situação.

“A TV, ela fala comigo dando as últimas notícias e construindo muros. Me vendendo, o que eu não preciso ‘não sabia que sabão podia te deixar mais alto ‘”.

Novamente o protagonista exclama a sua fuga, e como alguém que já vivera essa situação de caos que parece estar instalada, ele relembra em sua memória o passado. As últimas palavras da música são “Dying” (Morrendo), que são repetidas até o final.

“Não machuca… quando eu sangro. Mas as memórias me devoram, eu já vi tudo isso antes …Pode trazer, porque eu não sou uma vítima.”

Esse é o relato de alguém que já viu esse filme acontecer e sabe o final dele. As opções do personagem são a fuga, ou ficar e aos poucos ir morrendo… De qualquer escolha que ele tenha que tomar, o ânimo do personagem não parece ser dos melhores. Ele não encara a situação como alguém que quer buscar algo melhor para si. 

Ghost é o retrato do que o povo americano sentia e o que mais precisamente o Riot Act aborda. Um tempo obscuro na história Norte-Americana que culminou na abordagem mais de protesto do disco do Pearl Jam. Ghost está num contexto diferente de outras músicas que buscam redenção (Thumbing My Way, I am Mine), músicas que buscam o amor (Love Boat Captain, You Are), e diferente das músicas de auto-reflexão (All or None, Get Right), Ghost não se encaixa com nenhuma outra música, o que a deixa ainda mais significativa dentro do álbum.

Outra curiosidade é que Ghost foi tocada apenas 20 vezes, e se excluirmos a tour do disco Riot Act, esse número cai para 6. É uma música visceral, que tinha toda a chance de acabar como B-Side, mas que acabou se encaixando totalmente isolada no disco, e que realmente fez o Riot Act ser mais coerente com sua proposta.

As vezes não precisamos refletir, as vezes não precisamos redenção. As vezes precisamos simplesmente cuspir tudo e sair. Isso é o que Ghost faz, e faz divinamente bem.

Anúncios

Pearl Jam Irá Lançar Livro de Partituras e Tablaturas

Screen Shot 2017-04-23 at 23.23.32.png

O site oficial do Pearl Jam acabou de anunciar o lançamento de um livro com as partituras e tablaturas de todos os instrumentos e de todos os álbuns desde o Ten até o Lightning Bolt!!

O livro já está em pré-venda pela bagatela de 75 dólares (mais ou menos 240 reais), e pode ser adquirido por esse link aqui.

Para quem não conhece, partituras são a maneira mais tradicional de leitura de músicas, mais ou menos assim:

Screen Shot 2017-04-23 at 23.16.50.png

E tablaturas são assim:

Screen Shot 2017-04-23 at 23.20.26.png

Pearl Jam no Combate à Fome na África

pearljam-newblackandwhite

O site da organização Global Citizen anunciou que o Pearl Jam, através da sua instituição filantrópica ‘Vitalogy Foundation’, doou 75 mil dólares (aproximadamente 230 mil reais) para o combate à fome na África. O dinheiro será dividido por 3 organizações que trabalham diretamente com o problema no continente.

O Stone falou um pouco sobre o problema: “Esperamos que o apoio dado pela nossa banda sirva de inspiração para outras pessoas ao redor do mundo. Se agirmos agora, e encorajarmos nossos governantes a fazerem o mesmo, podemos evitar que milhões de pessoas morram de fome.”

Mais informações, é só entrar nesse link aqui.

Bem Vindos à Nova Pearl Jam to Fly!

Screen Shot 2017-04-19 at 17.58.04.png

Queridos amantes do Pearl Jam, estamos de visual novo!!! Não mudamos o estilo “blog” do site, mas demos uma modernizada no aspecto geral! Os links continuam os mesmos, a maneira de postagem, etc.

Iremos mudar a imagem principal (aquela que colocamos a frase de boas vindas) periodicamente, e faremos, inclusive, concursos para que vocês que nos acompanham possam colocar suas fotos aqui!! A frase que (obviamente) inventamos também será mudada, e iremos colocar frases dos membros do PJ, frases das letras das músicas e, claro, de vocês fãs também!

Bom, é isso! Sejam bem vindos!

Eddie Vedder Confirmado no Bourbon & Beyond Festival

Screen Shot 2017-04-18 at 14.02.29.png

A turnê solo do Eddie está se estendendo! Depois de anunciar uma turnê na europa, um show em Chicago e depois em mais dois festivais, agora é a vez do Festival Bourbon & Beyond, que acontecerá em Louisville, Kentucky, nos dias 23 e 24 de setembro; a data do Eddie ainda está para ser confirmada.

O festival terá a presença de Steve Miller Band, Band of Horses e vários outros nomes, além, é claro, do nosso Eddie. Ingressos podem ser comprados nesse link aqui.

___________________________

NOSSO PALPITE? Eddie fará uma turnê norte americana entre os meses de setembro e outubro nos EUA (complementando com as datas já anunciadas) e, se os rumores que correm a internet estiverem certos, uma turnê na América do Sul em Novembro/Dezembro.

Pearl Jam to Fly faz 5 Anos de Vida!

gtf_single_640.jpg

Nessa semana a PJ2FLY completou 5 anos de vida! Isso é bastante coisa se pensarmos no quanto a internet muda rapidamente, sites vem e vão, fanpages que começam empolgadas e depois ficam desatualizadas, e assim por diante.

A gente da PJ2FLY continua firme e forte, sempre mantendo os fãs por dentro de todas as notícias relacionadas à nossa querida banda, escrevendo análises, opiniões, críticas, etc.

Algumas vezes criticamos a banda, algumas posturas, algumas musicas até; mas em meio a centenas de páginas e blogs sobre o Pearl Jam, queremos ser um espaço crítico, e não apenas fãs que veneram os membros da banda como se fossem pessoas perfeitas, deuses intocáveis, não cabendo espaço para qualquer tipo de opinião. Seríamos apenas robôs que postam fotos, letras de música e apenas copiaríamos uma notícia e colocaríamos no site.

Screen Shot 2017-04-17 at 11.56.38.png
Os membros da PJ2FLY, Luiz, João e Cristiano, em uma rara aparição para seus leitores.

Queremos voltar a fazer mais vídeos, estudamos mudar o layout do site para dar um novo ar à página, entre outras pequenas mudanças. Mas garantimos o compromisso de sempre manter os fãs atualizados com notícias, escrevendo análises de músicas obscuras (sabiam que escrevemos uma análise da “Bugs”? Está aqui nesse link) e, claro, dando aquela provocada uma vez ou outra com aquela opinião/crítica; afinal, eles são deuses sim, mas deuses de carne e osso, e é por isso que amamos o Pearl Jam, eles são como a gente, mas fazem letras e músicas que parecem pertencer a outro mundo, a uma outra dimensão.

Pearl Jam Entra para o Hall da Fama do Rock

E ontem o nosso querido Pearl Jam foi incluído no Hall da Fama do Rock!!!!

Abaixo, o vídeo completo da cerimônia, feito por um devotado fã que segurou a câmera durante toda a apresentação! Áudio e vídeo estão bem legais!!