Entrevista do Eddie para a Rolling Stone

O Eddie concedeu uma entrevista para a Rolling Stone. É uma entrevista bem descontraída e não focada somente no Lightning Bolt. Nela ele conta que diminuiu a quantidade de bebidas e cigarros e também comenta sobre seu problema nos nervos do braço que o fez cancelar shows no ano passado. Transcrevo aqui o que considero as principais partes da entrevista. Para quem quiser ler na íntegra é só acessar o link abaixo.

Devido ao longo tempo entre os albuns e os projetos paralelos dos membros, teria o Pearl Jam também se tornado um projeto paralelo para vocês?
Eu acho que entendo por que essa afirmação é feita. Mas nós somos uma banda mais do que nunca e o espaço entre os lançamentos é saudável. É parte importante de nossas vidas estar tocando sempre, mas também é importante sermos partes da nossa família e não sermos pais ausentes. Além disso, quando você divulga um trabalho é como um choque no sistema, o que nos lembramos de ser um pouco traumático. Provavelmente quando você demora entre um disco e outro há mais importância no novo trabalho. Talvez a próxima coisa que você faça será lançar algo novo no próximo ano, só lançar, e não necessariamente ter melhorado em algo. 

Esse novo disco tem muitas letras sobre mortalidade.
Eles dizem para compor sobre o que você sabe e eu acho que isso é uma das coisas que todos sabemos (risos). É viver enquanto você está vivo. E viver até o dia em que morrer e ser conhecedor do seu final. Assim você pode apreciar mais a vida. 
Eu pensei que fosse por você estar ficando velho. 
 Eu provavelmente estou na minha melhor forma em muitos anos. Você sabe, dizem que os filhos deixam você jovem. Eu diria que deixam cansado. Eu costumava pensar que passar pela adolescência era a pior parte, vendo as outras pessoas envelhecerem e lidando com suas mortes. Quando voce compreende isso, passa a tratar você de uma maneira melhor.
Você se imagina tocando com 70 anos como os Rolling Stones e o Paul MacCartney? 
Atualmente isso é muito raro. Quanto mais você olha, mais voce percebe o quão raro e dificil é. Eu vi os Stones em 1981 e naquela época eles os mais velhos e experientes. Mas nós somos sortudos em ver esses poetas lendo suas poesias com suas proprias vozes. Isto é, eles vieram da mesma geração que dizia ‘Não confie em ninguém com mais de 30 anos!’. Isso me lembra de estar aberto para todas as possibilidades.
Anúncios

6 comentários em “Entrevista do Eddie para a Rolling Stone”

  1. Entrevista fake. Foi criada por um cara lá do "sky I scrape" Atualizaram lá no post : "UPDATE! OK, WE WERE COMPLETELY SPOOFED! AS FAR AS WE KNOW, ED HAS NOT BEEN INTERVIEWED BY ROLLING STONE. THE INTERVIEW BELOW WAS CREATED BY ONE OF OUR BOARD MEMBERS. HE FOOLED US. HECK, THERE WERE EVEN PICTURES! SORRY TO ALL OF THOSE WE LED ASTRAY. "

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s