Entrevista dos fãs com o Pearl Jam

Na última sexta, dia 04/10, a Sirius XM promoveu o Q&A (Quote & Answer) entre o Pearl Jam e alguns fãs. O jornal Seattle Times trouxe na sua edição de hoje uma review sobre o evento com as partes principais das entrevistas. Transcrevo aqui algumas partes interessantes. Para quem quiser ler a matéria completa, basta clicar aqui.
.
– Lugar em que mais gosta de tocar: Eddie disse que o lugar em que ele mais gosta de tocar é na loja Easy Street Records, que fica em Seattle.
– Com relação a comparação entre o Lightning Bolt e o Backspacer, o Mike disse que para o LB eles tiveram mais ideias e estavam mais focados.
– Matt disse que eles estão mais maduros, e que o jeito de compor é influenciado por serem ‘homens de família’ agora.
– Sobre a inspiração por trás de Just Breathe, Eddie comentou que as vezes foram suas filhas, ou sua avó, ou talvez alguma outra coisa maior.
– Sirens: Eddie disse que trabalhou durante duas noites para compor a letra. A música é do Mike e ele comenta que chorou um pouco quando ouviu pela primeira vez com a letra do Eddie.
Por fim, perguntados sobre qual seria o legado deixado por eles, Matt disse que seriam as musicas. Já o Eddie comentou que é ver todos unidos, todos unidos no Wrigley. Que isto é impressionante ao ser visto girar em torno de algo simples como fazer música, e que é uma admiração.
Opinião pessoal:

Ao que me pareceu, realmente foi uma entrevista emocionante para os fãs. Esse contato próximo com a banda, conversando com todos e interagindo. É interessante ver que nas últimas entrevistas tem se falado muito sobre a questão de todos serem, como o Matt disse, ‘homens de família’. Parece que isso realmente mexe muito com eles, tanto nas composições quanto na maneira de agir. É possível notar a maturidade. Sinto como que, mesmo na faixa dos 50 anos, tendo vendido milhões de discos, tendo a fama que tem, a música continua sendo o principal foco da banda. Não a música pela música, mas a música com um propósito, um ideal. A música para os fãs. E é possível sentir isso nas palavras do Eddie, a admiração por ver o que a música da banda é capaz de fazer em unir as pessoas.
* Agradeço ao Wanderson por ter me mandado o link da entrevista pelo Facebook!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s