Pearl Jam To Fly: Retrospectiva 2013 e Perspectivas 2014


Certamente o ano de 2013 foi um grande ano para todos que admiram o Pearl Jam. E este ano começou ainda em 2012 quando em julho começaram rumores sobre a vinda da banda para o Lollapalooza, e em outubro tivemos a confirmação da participação da banda no festival que, apesar de ter sido uma apresentação tradicional que o Pearl Jam costuma fazer em festivais, (sem tantas músicas raras e mais músicas de conhecimento do grande público) foi um excelente show. Desde o começo de 2013 muitos boatos surgiram quanto a possibilidade do lançamento de um novo disco com músicas inéditas, em parte por inúmeros relatos de membros da banda serem vistos em estúdio e também por entrevistas. O que era esperado se confirmou e em julho foi anunciada uma contagem regressiva para o lançamento do Lightning Bolt, décimo álbum de estúdio do Pearl Jam, bem como uma turnê americana para promover o lançamento do disco. Foram longos 3 meses de espera até que o tão aguardo disco saiu do forno para apreciarmos a quantas anda a criatividade da banda. 

Surpreendente para a maioria dos fãs, o disco mostrou um Pearl Jam ainda em boa forma e inspirado seguindo a linha do Pearl Jam no equilíbrio com músicas rápidas, pesadas e calmas. Com uma turnê incrível, 150 músicas diferentes tocadas e shows de mais de 3 horas com quase 40 músicas, o Pearl Jam mostrou vários dos motivos pelos quais é talvez a banda com melhores performances ao vivo. 

Apesar disso, tivemos possíveis desentendimentos do Eddie com o Jeff em Baltimore, fato deixado de de lado nos shows subsequentes pela interação deles nos shows e tradicional abraço ao fim do espetáculo. O que é estranho mesmo é a demissão do roadie do Ed após várias vezes o violão aparecer desafinado em Sirens. E é estranho pelo roadie estar com eles há mais de 13 anos (ele já aparece no Touring Band 2000) e por que ao longo dos anos várias vezes sua guitarra apareceu desafinada em diferentes músicas.

Entre os fatos que (ainda) não se relacionam com a nova fase do Pearl Jam, 2013 também se mostrou importante; vazaram dois ótimos B-Sides do Abacate e também as primeiras gravações de estúdio da banda, lá de 1990.

Diante de tudo que aconteceu em 2013, quais as perspectivas para 2014?

A banda já confirmou shows na Austrália em janeiro e o Eddie anunciou uma turnê solo por lá em fevereiro. Foram anunciadas datas do Pearl Jam para uma esperada turnê na Europa em junho passando por cidades como Roma, Milão, Berlin, Asmterdan, Estocolmo e a tímida Trieste na Itália, cidade menor e menos conhecida (relembrando os tempos de Pistoia em 2006). Esta turnê, inclusive, levou à opção do Matt em priorizar o Pearl Jam ao Soundgarden em 2014. Nos últimos meses surgiram boatos de que o Eddie viria com uma turnê solo para a América do Sul no primeiro semestre. Até então o Pearl Jam tem planos até Junho de 2014. O que aconteceria no segundo semestre? Novamente, nossa esperança de shows por aqui se acende, principalmente pelo fato de serem esperados shows da banda no Canadá, igual o ocorrido em 2005 e 2011 antes da passagem deles pelo Brasil. Além disso, todos os shows da turnê dos Estados Unidos foram filmados e há quem diga que sairá um novo DVD da banda baseado no Touring Band 2000. Outros afirmam que o Pearl Jam lançara em disco e cd os shows do festival Pearl Jam Twenty em 2011 e do Wrigley Field, show histórico ocorrido em julho de 2013.

No blog, conseguimos acompanhar toda a turnê (inclusive com 5 shows in loco) postando os sets e as informações, criamos vídeos para comentar e opinar sobre os discos e fizemos a popular ‘vaquinha’ para os bootlegs oficiais. Sem dúvidas, algo que nos deixa muito contentes. Como sempre pensamos: ‘quem nos dera ter um emprego onde falar e fazer coisas relacionadas ao Pearl Jam fosse nosso trabalho principal’.
O ano de 2013 está acabando, mas 2014 parece promissor e cheio de expectativas, talvez mais do que era esperado para 2013 ao final de 2012.

A Pearl Jam To Fly fica contente em poder acompanhar todos esses acontecimentos junto de muitas pessoas que admiram a banda. Agradecemos pelo apoio e dedicamos a todos um bom final de ano e que 2014 seja ainda melhor para todos em relação ao Pearl Jam.
Para comemorar a passagem de ano, indicamos o show ocorrido em New York no dia 31 de dezembro de 1992, na véspera de ano novo daquele ano, e que foi lançado oficialmente em 2006 pelo Pearl Jam junto com o Abacate em uma edição especial para membros do Ten Club.
Keep on Rockin’!!!
Anúncios

7 comentários em “Pearl Jam To Fly: Retrospectiva 2013 e Perspectivas 2014”

  1. luiz e João um grande abraço a vocês, um ano novo com muitas felicidades para todos nós, não consegui participar dessa primeira vaquinha para os boots mais pode contar comigo para turne da europa, agradeço a vocês o carinho e o comprometimento com site, que continue assim em 2014 um abraço saude e paz, att Mateus

  2. João Felipe e Luiz Henrique,

    Feliz 2014 para vocês e, pela enézima vez, parabéns pelo ótimo trabalho aqui no PJ2FLY!

    A toda a comunidade de fãs, tudo de bom no ano novo!

    Vamos que vamos e vida longa ao Pearl Jam!

  3. Realmente, o caso entre EV e o Ricky “Ramone” foi algo um tanto quanto controverso e bem babaca por parte do Vedder, o cara já está com eles desde 1996 e mesmo que o violão tenha aparecido em vários casos desafinado, não havia qualquer razão de pegar e humilhar o cara na frente de uma platéia enorme como aconteceu em Los Angeles(24/11). O mais ironico disso é que em certa parte no show do Austin lá em 2009, o Vedder brinca que o Ricky não teria mais que aturar um “cuzão”( um cuzão em uma maneira “afetiva de se falar) como o Jonnhy com guitarras e que nem ele gostaria de ser um roadie para um Ramone e que o Ricky estaria vendo o “outro lado da moeda” trabalhando com o Vedder/PJ….mas fazer o que né, é meio óbvio que aconteceram vários momentos tensos no decorrer dessa turnê, só espero que ninguém mais se prejudique e de que se tenham mais muitos anos de PJ ainda por aí 😉

  4. Com relação ao problema do Eddie com o Jeff, agora que ouvi o concerto de Baltimore, parece que foi na apresentação da banda durante a “Black”. Ele apresenta todo mundo, inclusive o Boom Gaspar, e fim. Ficou estranho mesmo ele não ter citado o Jeff. Só para deixar registrado o momento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s