Pearl Jam no Global Citizen Festival: Setlist e Vídeo da Apresentação (teve até dueto entre Eddie e Beyonce)

eddievedderbeyonce-700x446

Todos acharam que o Pearl Jam não havia liberado o stream do show que iria fazer no Global Citizen, mas depois do evento reprisar trechos de apresentações anteriores, decidiram, por fim, colocar o show – que já havia começado há mais de quarenta minutos – desde o começo.

Além das já esperadas ‘Rocklin in the Free World’, ‘Mind Your Manners’ e ‘Alive’, foram tocadas ‘Imagine’, com a banda, e ‘Redemption Song’ (Bob Marley) com a cantora Beyonce. Abaixo, o setlist completo e o link para ver o vídeo da apresentação completa (o vídeo já começa com o que interessa):

SETLIST:

01. Mind Your Manners
02. Do The Evolution
03. Given To Fly
04. Small Town
05. Lightning Bolt
06. Daughter
07. Unthought Known
08. Betterman
09. Alive
10. Imagine
11. Redemption Song w/Beyonce
12. Rockin’ In The Free World

VÍDEO:

Anúncios

23 thoughts on “Pearl Jam no Global Citizen Festival: Setlist e Vídeo da Apresentação (teve até dueto entre Eddie e Beyonce)”

  1. Não quis escrever esse comentário na página do facebook da Pearl Jam to Fly porque eu penso que este espaço afasta um pouco os famosos fãs de Last Kiss… Estes com certeza iriam me criticar…
    Vamos lá: pode até ter ficado musicalmente bonito o dueto do Eddie com a Beyonce. Mas ele nunca poderia ter acontecido. Alguns poucos fãs, como eu, que não escutam nem música nem Rock, escutam apenas Pearl Jam na vida, acredito que ficaram um pouco (ou muito) desapontados com este encontro. A trajetória da banda coloca Pearl Jam de um lado e Beyonce do outro. Água e óleo não se misturam.
    Uma vez perguntaram ao Stone: “What does pearl jam mean to you?”. E ele respondeu: “This band means a lot to a lot of people”. E o Eddie uma vez disse: “Eu faço música em respeito à música, e eu tenho um público do qual eu me orgulho muito.”
    Ontem o público do festival não era o público da banda. E eu imagino que angariar esse tipo de público para o ten club não é o objetivo dos caras.
    Nesse sentido, os fãs americanos do ten club, através das páginas de rede sociais da banda, estavam criticando bastante o Pearl Jam por participarem do Festival. Imagino agora, depois deste dueto.

    E a transmissão do evento esperar alguns minutos para depois passar o VT do show? Medo do Vedder lançar alguma polêmica inconveniente ao vivo? O “Pearl Jam de antes” iria aceitar isso?

    Já que comecei, aí vai mais… Está dolorido ver os ingressos do Pearl Jam no Peixe Urbano… Talvez quem compra os ingressos no Peixe Urbano preferissem ver a Beyonce aqui no Brasil…

    Acompanho exclusivamente o Pearl Jam há 16 anos. Fazendo uma metáfora, o Pearl Jam está parecendo com aquele tio velho nosso que tem um passado glorioso de muitas farras e histórias incríveis, mas que hoje em dia toma três cervejas no Domingo de manhã e já fica de fogo. Depois vai roncar no sofá a tarde inteira.

    Vida que segue. Nem por isso vou me arrepender de rodar mais de 2000 km pra acompanhar a turnê de Novembro. Espero que esta seja apenas mais uma fase passageira do Pearl Jam. Nós, fãs xiitas, estaremos vestidos de corduroy na chegada deles aqui no Brasil.

    Desculpem o desabafo!

    Samuel Fonseca

    1. Não vi nada de errado a Beyonce cantar no show do PJ. Concordo que são estilos totalmente diferentes e tenho certeza que essas cantoras pop estão mais preocupadas com o espetáculo, em vez da música em si. As músicas dela são horrorosas, mas a mulher tem boa voz. Então, eu olhei por esse lado. Acho que ficaria bem ofendida se o Eddie chamasse o One Direction, banda que as filhas dele curtem, mas que tem talento zero.

      Acho que a banda tem relação com a bandeira do festival, que é conscientizar as pessoas sobre vários problemas mundiais e tentar mudar algo sobre isso. Mas não sou ingênua pra acreditar que o público que estava lá foi com esse objetivo e que aqueles empresários e artistas são todos bons samaritanos. Além disso, quando uma banda aceita tocar em um festival desse tipo, ela sabe que vai pegar um público bem diverso e que até o setlist precisa ser mais mainstream.

      É triste ver ingressos encalhados serem vendidos no Peixe Urbano, mas isso é o mundo capitalista. O fato da pessoa comprar lá não indica que não goste da banda; pode ser falta de $ mesmo. Já vi em shows do PJ pessoas que estavam na minha frente (não muito longe do palco), atrapalhando a minha visão, e que não estavam nem aí pra banda. E olha que pista não é o setor mais barato. Nos shows do EV, me irritei algumas vezes: na parte superior (mais barata) tinha um casal que não parava de conversar e eu tive que mandar os dois calarem a boca; e no outro show, quando eu estava na vip (que foi BEM cara), tinha um cara que saia toda hora pra comprar cerveja. Então, existem babacas sem educação de todos os tipos, ricos ou pobres!

      O que é contraditório é que a banda que já lutou por ingressos mais baratos, agora permite pista vip e ingressos caríssimos nos seus shows (pelo menos aqui no Brasil). Acho que a banda largou a mão depois do cansativo episódio Ticketmaster e os empresários passaram a montar em cima dos fãs.

  2. Cara acho que você está totalmente equivocado, eles tocaram por uma causa muito maior que esse seu motivo tolo de achar que uma banda não deve se importar com as preocupações da sociedade, se você é um fã da banda de verdade você saberia que o PJ já fez varias participações com vários músicos, Neil Young, Rolling Stones, The Doors, Glen Hansard, The Strokes, Queens of stone age, Jay-Z que é marido de Beyoncé, isso se cham humildade musical, saber respeitar o próximo.
    O PJ tocou “redeption song” então quer dizer que o pearl jam é uma merda por que tocou um reggae? EddieVedder contou com Roger Waters então o Eddie Vedder é um merda pro que não está honrando as flanelas?
    Musica é algo comercial e se não fosse talvez você nunca teria ouvido uma musica do PJ…
    Eles souberam levar a carreira e hoje tem a moral de fazer algo pelo pais deles, e você disse que o publico do Global Citzen Festival não era o publico para o qual eles tocam eu já acho que você está bem errado nesse ponto de vista, os ingressos eram pagos, você acha que as pessoas são idiotas de comprar um ingresso para ver um show do qual não curtem?
    O importante é que o PJ mostrou o que ele é de verdade, uma banda pela qual luta pelas causas sociais que são muito importantes para eles, estão ficando cada vez mais maduros e já fizeram muita coisa ou voce queria que o Eddie Vedder mandasse todos a merda e se jogasse ná plateia ou então não aceitasse tocar por que vai ter bandas pop tocando no mesmo festival?
    Existem produtores, empresário e muitos outros funcionários que trabalham para a banda…
    Sou fã de Last Kiss e ao mesmo tempo sou fã de Dirty Frank, Black, Red, Yellow…SOU PJ…

  3. Douglas, o objetivo do post era desabafar… Não vi problemas do Pearl Jam tocar num festival de uma causa maior, junto com Beyonce e Coldplay. Me pareceu estranho eles dividirem o palco com uma das artistas que mais buscam os holofotes do mundo.

    Vou postar alguns comentários de alguns seguidores da página oficial da banda:

    ” Im worried, why would you guys get together with such comercial cheesy performers, beyonce ??? Cold play the band that made money by nicking a song o joe satriani, very desapointed, camon get a grip, why why why? You should defend art and not help promoting talentless parasites, defend art defend rock and roll, im sad my fav band, I cant believe what I see.”

    “So hypocritical that gucci, h&m etc are proud sponsors of this event. Big corps who are making billions of dollars from cheap labor should not be mixed with event like this”

    “Pearl jam on its own would raise enought, they dont need beyonces and cold plays, I dont support bands that sell shit for music, im sorry .”

    “Just cracked my Pearl Jam cd’s. Deleted you from my iTunes library. Getting on a stage with a racist piece of shit like Beyonce”

    Douglas, os ingressos eram gratuitos sim… Eles eram trocados por quem acumulasse mais pontos através de ações beneficentes… E pela empolgação do público, 80% foram ali pra ver a Beyonce de graça. E depois ficaram pra ver o show daqueles tiozões que fizeram sucesso na década retrasada.
    Como vc disse, O Pearl Jam ali mostrou o que ele é de verdade. Discordo. Acho que o Pearl Jam mostrou o que ele é de verdade na guerra contra a Ticketmaster, na liberação dos três garotos de West Memphis, no movimento Pro-Choice, na turnê “Vote for chance”. Tenho certeza que se tivéssemos um documentário PJ25, o Cameron Crowe definitivamente não incluiria este concerto no filme.
    Em relação a humildade (pré-conceito) musical, acho que esse assunto é melhor nem discutir, né? Vá discutir com a Valesca Popozuda:
    http://oglobo.globo.com/cultura/musica/esta-faltando-funk-diz-valesca-sobre-rock-in-rio-17618452

    Samuel Fonseca

  4. Entao seres humanos q pensem diferente , q se expressam de formas diferentes, etc, nao podem nem compartilhar um momento? nao pode haver contato? tem q ter um muro( invisível ou não) entre os ‘diferentes’ ?

    Achei um belo momento.
    Seria estranho e nada a ver se o EV fosse cantar ‘single ladies’ ou algo do tipo, fazendo dancinha ensaiada… mas cantaram bob marley. Qual o problema nisso?

  5. Isso é uma discussão sem fim, pessoas mudam, as vezes lutamos por coisas que depois de anos se tornam cansativas, os caras já estão com 50 anos de idade e todos tem filhos, acho meio difícil nessa idade eles conseguirem lutar em tribunais contra um sistema quase sempre impossível de mudar…Comparar Valesca Popozuda com Beyoncé?
    Por traz da musica existe algo chamado negócio, cada banda com seu estilo, ideologia, cada vende seu show como pode e por que eles não podem se divertir?
    Uma cena muito inusitada que eu percebi no palco foi quando Eddie Vedder chamou todos para subirem no palco para cantar a musica de Neil Young, Chris Martin do coldplay ficou ao lado de Matt Cameron com um boné rosa e tocando um pandeiro, ele ficou lá o tempo inteiro quieto na dele quase nem deu pra ver que era ele mais ao longo da musica Eddie Vedder foi lá falar com ele, pelo que percebi acho que ele deve ter falado para o Chris Martin, “Vamos cantar, vamos se divertir”…
    Até concordo com você na parte de que o PJ está ficando um pouco cansado e mudando suas atitudes e é isso que eu curto no Pearl Jam pois eles crescem junto com os fãs…

    “Ame a musica e não o musico”…Isso são palavras de Eddie Vedder…

  6. Pessoal, não estou querendo discutir preconceitos, muros, etc…
    O PJ que me conquistou, que me faz passar por excêntrico da família por ir a vários shows de uma mesma banda na mesma semana e me fez afastar de todas as outras coisas q eu escutava, não subiria no palco com Beyoncé após um discurso do Bill Gates nem por um bilhão de dólares. Os princípios da banda não são mais os mesmos. Ou vcs acham que eles estão preocupados (se é que sabem) q vai ter pista vip com preços exorbitantes por aqui? Pra falar a verdade, em outros tempos eles nem tocariam nesses estádios da copa por serem superfaturados. Como eu havia dito no meu primeiro comentário, foi apenas um desabafo. Alguns fãs do Pearl jam ainda continuam utópicos com a banda… Talvez pq o próprio pearl jam “exigisse” isso de nós há algum tempo atrás. Mas… Os tempos mudaram… A banda mudou… Talvez alguns fãs da banda (como eu) tenham um pouco de dificuldade em aceitar isso.

    Samuel Fonseca

    1. Quase sempre vai ter algo ou alguém de reputação discutivel, duvidosa, com outros interesses…
      Tem que pensar no bem maior. Tem milhares bem intencionados, e vão deixar de participar e ajudar por causa de um ou outro ?

  7. Concordo Samuel…Os princípios mudaram sim e como você falou nem por isso vamos deixar de ser fã e acompanhar os caras,…hahahahaha…acho muito difícil uma banda que depois de 24 anos de estrada não acabe perdendo sua essência…

  8. Se os Seres fizessem o exercício simples de apenas se ligarem na mensagem da música ….. Acho muita tempestade em copo d água . Também discordo do amigo em que se refere sobre o PJ tocar nos Estádios ( superfaturados sem duvida ), se formos por esse lado , não era nem para o Ed e sua trupe pisar nesse país que os gravatas brincam de governar .
    Enfim , aguardando a Tour BR com grande ansiedade.
    Victor

  9. Me causaria muito mais espécie se o EV ou o PJ se recusasse a dividir o palco com a Beyonce ou qualquer outro. Alguns falam em perda de essência, mas acho que foi esse tipo de atitude despretensiosa(politica e musicalmente) que fez do PJ o que é hoje. Capacidade de aceitar, melhor ainda, abraçar diferenças é qualidade invejável e item em extinção.

  10. Bando de babacas que ficam rotulando as coisas, o que a banda faz ou não.
    Vão cuidar de suas vidas! Não perceberam que ninguém é igual a ninguém?
    Que cada pessoa tem as suas individualidades?
    Quem são vcs pra julgarem os caras? Um bando de babacas frustrados que bancam de críticos musicais e de estilo de vida à sua coerência!
    Sou fã e curte de tudo da abanda, de Alive a Last Kiss, porque não sou um babaca que nem vcs que sentem tesão em rotular as coisas, somente pra tirarem onda de intelectuais de merda.
    Façam melhor que os caras, então! Montem uma banda e sigam seus ideias que vcs dizem abraçar com tanta devoção.
    As coisas mudam mas continuam sendo as mesmas coisas! Isso vale para as pessoas também, babacas! Chama-se evolução e não mediocridade.
    Querem falar sempre sobre política?Juntem-se a um partido político, então.
    Quem sabe vcs conseguem mudar o mundo à sua volta.
    Não são fãs de verdade e sim, um bando de babacas, sem noção que fazem um drama só para chamarem atenção.

  11. O pessoal do site deveria filtrar comentários preconceituosos como desse anônimo que pelo jeito não teve coragem de se identificar.
    Com relação à polêmica, quero deixar aqui minha opinião também.
    Acho que a banda mudou muito sim, mas quem não muda? Como ser igual aos anos 90 em 2015? É impossível entrar no mesmo rio duas vezes, já ensinava o filósofo. Vamos curtir a música e deixar de agressões.
    Somos felizardos por termos uma banda para curtir depois de tanto tempo. Quantos ficaram pelo caminho? Tanto nacionais quanto internacionais? Algumas pela morte do líder, outras por cansaço mesmo. Lembro do REM, Pink Floyd, Nirvana, Legião, Barão Vermelho e tantas outras.
    Espero ansiosamente pelos shows do Brasil (vou sair da Bahia para SP e RJ), louco para ouvir algo diferente, como Light Years ou In my tree… Espero que eles não venham somente com clássicos do Ten e do disco novo.
    Sobre Beyoncé, também não gostei da versão, mas eles têm direito de tocar com quem quiser.
    Fui!

  12. Liberdade de expressão no comentário do cara anônimo, logo em cima.
    Cada um deixa a sua opinião.
    Filtrar os comentários não é nada democrático.

  13. E pensar que já fui um fã assim…acho bacana mas quando vc envelhece vc entende que não da pra uma banda existir nos moldes dos anos 90…mesmo pq vc mesmo não consegue viver como se fosse os anos 90…hoje com 33 anos acompanho o PJ nas tours com a minha esposa e o fato do Pearl jam tocar com a Beyoncé ou com o Jay z ou com a própria popozuda não diminui em nada o meu gosto pela música deles e muito menos pelos membros…não conheço nenhum deles e o que sabemos é o que lemos…fica ae se remoendo e o Eddie Vedder ta tocando violão com o Luciano huck…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s