Pearl Jam to Fly Entrevista: Eddu Vedder

Imagem1

Olá devotados seguidores da Pearl Jam To Fly.

Iniciamos hoje um novo quadro na nossa página.
Se chama “PJ2FLY Entrevista”.

Nosso primeiro convidado é Eddu Vedder.
O cara é de São Paulo – Capital, tem uma banda cover chamada Lost Dogs Pearl Jam cover há mais de 16 anos, já fez inúmeros shows pelo Brasil todo e mais recentemente ficou conhecido por “zerar” a vida de um fã do Pearl Jam, o cara subiu no palco e cantou junto com Eddie e toda a banda, num Maracanã lotado com 60 mil pessoas! É emocionante só de pensar! Imagina pra ele que viveu essa experiência única.

Bom, Primeiramente obrigado por nos atender Eddu. Parabéns pelo trabalho com a Lost Dogs.

R: O prazer é todo meu. Acompanho o trabalho do Pearl Jam to Fly faz muito tempo, a página é muito legal, didática e fico por dentro de tudo que acontece com esta banda que tanto amamos, o Pearl Jam.

Uma das perguntas que eu mais gosto de saber dos fãs é, qual foi o teu primeiro contato com o Pearl Jam?

R: Meu primeiro contato com o Pearl Jam foi em 92. Até então não sabia que era o “Pearl Jam”, mas tinha me chamado muito a atenção devido ao timbre de voz do vocal e a pegada da banda. Gosto muito dos sons de Seattle. A primeira musica que ouvi foi Alive no programa Clip Trip (Risos), caracas como estou velho (Risos).

Após este contato, já de imediato surgiu a ideia de ter uma banda cover?

R: Na verdade nesta época eu estava iniciando o meu gosto musical. Estava começando a aprender a tocar algumas coisas, comprar primeira guitarra e reunir os amigos. Mas, somente alguns anos depois, iria despertar o desejo em se ter uma banda. Comecei com classic rock e Beatles.
Já tive uma banda cover dos Beatles chamada The Quarimans. Adoro os Beatles. Acompanhava algumas bandas na época que faziam cover do Pearl Jam como a Merkinball, a Five Horizont e a então futura banda A25M. Muito legal o trabalho dos caras.
Foi daí que eu pensei, “meu, quero fazer isso”.
Em meados 1998 já estava tocando algumas coisas da geração Grunge e estava tocando em bandas de variado. Nestas bandas sempre colocava Pearl Jam e a galera curtia. Foi então que surgiu a idéia de montar uma banda cover.
Depois de muita procura pela internet (ajudou muito), coloquei um anuncio no “To sem banda” e encontrei os caras da A25M (não me pergunte o porque deste nome). Fiz um teste e após algumas semanas estava dentro da banda.
Isso foi próximo de 1998. Somente depois de muito ensaio e dedicação partimos para as apresentações. Então após ter um setlist montado, os músicos definidos, celebramos o nascimento da Lost Dogs Pearl Jam cover no ano de 2000.
Hoje em dia a banda toca em vários estados do Brasil, e a nossa maior intenção é levar um pouco de alegria, despertar algum sentimento, matar um pouco da saudade que esta grande banda nos desperta em suas apresentações.

Nesta época percebi que o Eddie Vedder estava usando muito a guitarra, tocando vários sons do set list. As bandas covers faziam um Pearl Jam bem anos 90. Então foi aí que pensei: “quero fazer um Pearl Jam mais atual, inserir a 3ª guitarra e etc”. Foi daí que assumi esta posição de vocal e guitarrista.

Hoje em dia, em nossas apresentações, toco violão, ukulele e gaita, pois sinto que o público gosta muito e sente a semelhança em cada coisa que se faz. Seja na guitarra (tenho uma réplica da guitarra do Eddie), seja nos trejeitos e até mesmo nas roupas. Muito legal.
Daí em diante procurei ficar ligado em performance, atitudes no palco e até mesmo o tipo de roupa que o Eddie costumava usar. Tenho várias camisetas que o Eddie usa e que copiei. Inclusive na tour de 2015 ele percebeu (Risos). E fez gestos como se falasse “Camiseta igual a minha, legal” (Risos).
Mas nada disso seria possível se não fosse o apoio dos fãs do Pearl Jam. Galera única que sempre nos apoia para realizar este trabalho. Sou muito grato a todos.

Hoje em dia a Lost Dogs Pearl Jam cover é formada por:
Eddu – vocal/guitarra/violão/ukulele/gaita
Cliff – guitarra/violão/backing
Pejota – guitarra/violão
Driks – baixo/backing
Ronas – bateria/backing

imagem_7662
Eddu (centro) e a Lost Dogs, sua banda cover de Pearl Jam

Muito bacana, tua caminhada vem desde o primeiro disco, Ten. Nessas ‘’andanças’’ ao longo de 16 anos de Lost Dogs, teve algum show em especial que te marcou mais?

R: Depois de escutar “Alive” e “Crazy Mary”, comecei a buscar informações sobre a banda, ver vídeos e seguir. Comecei a colecionar os CDs, DVS, bootlegs e etc. O Unplugged MTV o mesmo tempo que ele é simples, mostra o quanto poderosa é essa banda. A voz do Eddie está incrível. Melhor versão de “Black”.
Gosto muito de todos os álbuns, mas tenho uma relação muito forte com Release, pois perdi minha mãe muito cedo, então quando canto parece que estou falando com ela. Sinto uma energia tão boa neste som, aff!!!
Várias coisas boas aconteceram durante todos estes anos. Conhecemos muitas pessoas e lugares, muitas pessoas se conheceram, namoraram e se casaram através de nossos shows e o amor pelo Pearl Jam. Muito feliz por isso.
Uma vez fui convidado para fazer o solo do Eddie Vedder no casamento da “Lara”, uma grande amiga que ama muito o Pearl Jam. Fiz uma surpresa cantando “Better Days”. Diante de um convite desses, gravamos toda a musica, pois não achava o áudio sem a voz. Valeu cada esforço e dedicação. Estava no evento mais importante da vida dela. Foi mágico!!!
Ah, em 2009 e 2013 fomos convidados pela Universal Music para fazer o Pré Lançamento dos álbuns Backspacer e Lightning bolt. Realmente uma honra. Foi muito legal pois tocamos musicas que até então nem mesmo o Pearl Jam tinha executado em shows ao vivo. Um desafio (Risos).
Mas o grande momento foi em 2005, pela vinda da banda pela 1º vez, e no show solo do Eddie, pois o encontrei e contei a homenagem que fiz para ele, colocando o nome de minha filha de Olivia. E também em 2015. Loucura total!!!

12801365_10156512079250363_717103358258798971_n
A banda de Eddu em ação

Em algum desses shows, você alguma vez pensou que um dia estaria lado a lado do Ed cantando com ele? Sei que muitas pessoas que te viram no maracanã já haviam ido a shows da Lost Dogs.

R: Nossa, sinceramente, não. Nunca imaginei. Era um grande sonho, mas nunca imaginei que um dia aconteceria. Sou um fã mais de boa, nunca quis incomodar ninguém, ficava mais no meu canto e etc. O que aconteceu foi pura sorte e correr atrás dos sonhos.
Antes do início da tour, tinha comentado com minha esposa. Ela falou “corra atrás de seus sonhos”. Daí peguei um tecido preto e comprei tinta para tecido branca onde escrevi “Is my BDay, let me sing a song with you”. Minha esposa Magna me ajudou.
Daí fui para os shows. Em SP ele viu a faixa na ultima música, “Yellow Ledbetter”, e meio que gesticulou “Putz, só vi agora”. Daí me deu um “tamborine”(pandeirinho).
Daí em diante foi um impulso para continuar, mais já estava mega feliz.
Fui para BH e tomei muita chuva, mais muita mesmo!!! Cansado pra caramba, mas consegui ficar na grade em todos os shows. Em um determinado momento do show ele viu minha camiseta que era igual a que ele estava no dia e me deu outro “tamborine”.
Já estava mega feliz por tudo, pelo contato, pela troca de palavras, pelos presentes e etc.
Acabou o show e fui para o RJ, nem dormi. No Rio teve uma festa de Jammer’s bem legal e foi até umas 2 da madrugada. Foi legal, teve banda ao vivo e canja. Nada melhor do que tocar para fãs. Muito legal mesmo.
Tinha decidido não pegar grade no Rio pois estava muito cansado. Foi então que as 4 da madrugada me levantei e fui ao banheiro. Olhei o face e tinha uma amiga “Adriana” na porta.
Foi então que falei: “meu é o ultimo show, bora deixar o cansaço de lado”. Mas jamais saberia o que iria me acontecer. Um sonho estava por se realizar.

Sobre o dia 22/11/2015. Quando tu entraste no palco e viu os caras de pertinho, bebeu vinho com o Ed, e cantou Porch para 60 mil pessoas, tu conseguiu mensurar o tamanho daquele momento na tua vida? Ou nem pensou nisso, só viveu o momento e tal?

R: Olha com certeza não. Estava muito nervoso, coração a mil. O vinho foi um calmante (Risos). Não acreditava que aquilo estava acontecendo. Antes no 1º encore break, ele tinha brincado, falando que tinha visto um cara em 04 shows, falando que era o seu aniversário e gostaria de ser igual a mim, por comemorar em vários dias e que depois pagava uma cerveja (Risos). Ali, para mim já tinha sido o ápice de tudo!!! Foi então que o segurança me chamou. Cara foi loucura. Me arrepio toda vez que conto ou escrevo sobre isso. Quando o segurança me disse “Olha, sei que você é fã, não tenta nenhuma gracinha, aproveite este momento que o Sr Vedder vem falar com você”. Foi foda!!! Eu já estava no palco. Meu, o Maracanã LOTADO, nunca tinha visto isso. Aliás nunca fui ao Maracanã.
Foi então que ele veio, perguntou meu nome, minha idade e agradeceu por eu ter comemorado meu aniversário no show dele. Perguntou se eu poderia cantar “Porch” junto e pediu para aguardar.
Assim tudo na hora, nada combinado. Imagine minha cabeça. Daí ele me apresentou. O Mike tirou uma foto de sua polaróide e me deu. Cara imagina o tanto de informação (Risos).
Foi foda cantar, a atenção e carinho que o Eddie teve comigo. Mega feliz. Daí voltei para meu lugar e a “Porch” ainda estava rolando. Daí no meu lugar a galera me abraçava e foi ai que desabei de tanto chorar. Emoção a flor da pele. Muita informação.
Daí se já não bastasse o Eddie desce, vai para um lado, interage com a galera e volta para meu lado e interage com a galera, para na frente, eu estava chorando horrores (Risos), daí ele me abraça e me dá um beijo no rosto.
Meu, nunca vi em minha vida um ser humano tão simples e generoso. Olha só o carinho para com seus fãs? Simplesmente incrível.

Só consegui digerir as coisas um tempo depois. Não acreditava. Nem dormi do domingo pra segunda. Minha esposa em SP quase enfartou, pois o pessoal tinha contado pelo whatsapp.
Loucura total. As palavras de carinho da galera, recebi vídeos e muitas fotos do momento.

Realmente incrível Eddu! Isso ratifica o amor e carinho que temos pela banda. Temos um amor e um orgulho por essa banda e isso só cresce! Obrigado por compartilhar conosco, acho que não teria maneira melhor de encerrarmos essa entrevista. Em nome da PJ2FLY, desejamos que você siga sempre levando a música do Pearl Jam àqueles lugares onde muitos fãs te encontram para matar a saudade, ou para experimentar a experiência que é um show do Pearl Jam.  Você no palco do Maracanã representou milhões de fãs ao redor do mundo, todos se sentiram orgulhosos e felizes de ter ver ali!

E é isso, se alguém tem alguma história relacionada à banda, entre em contato conosco e podemos fazer uma entrevista.


Espero que tenham gostado e até a próxima!

Anúncios

5 comentários em “Pearl Jam to Fly Entrevista: Eddu Vedder”

  1. O Eddu mandou muito bem em Porch! Tive o prazer de conhecê-lo no aeroporto na manhã seguinte ao show. O cara ainda estava em êxtase! Grande figura e grande fã do PJ. Parabéns pela entrevista.

  2. “Eu estava la e vi isso tudo, parabéns Eddu, voce realmente é merecedor por tudo isso, e nos representou muito bem…!”Valeu
    ~Antonio Almeida~

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s