Um texto sobre o Pearl Jam

Sim, este é um textão daqueles apaixonados de um fã que não consegue descrever o que essa banda representa na vida dele. Se você não curte melodrama com uma grande dose de parcialidade em prol da banda… Nem leia. Se você ainda sim arriscar, saiba que seremos confidentes por um breve momento no qual vou tentar descrever a jornada que é ser fã do Pearl Jam.

Hoje o Pearl Jam completa 28 anos desde a primeira apresentação. Ontem, este que vos fala completou 30 de idade. No mínimo há uns 10 anos, eu passei a ser um fã inveterado dessa banda. Lembro que quando conheci o Pearl Jam, a primeira coisa que pensei foi “esse cara que está cantando, ele existe mesmo?”. Sim, parece um clichê assim como no filme Pearl Jam Twenty (eu alertei sobre o melodrama), mas o pensamento foi realmente este.

Era inevitável que eu fosse atrás da banda. Cada música descoberta era uma paixão que nascia no peito. E conforme o tempo passava, as coisas na minha vida iam de mal a pior. Foi um período dark total.

Olhando para trás, e guardadas as devidas proporções, eu tenho sérias dúvidas se eu teria suportado muito tempo se não tivesse descoberto essa banda. Parece que eles me davam o que eu precisava ouvir naquele momento… e isso fazia uma força brotar no meu peito para seguir adiante mesmo quando tudo conspirava para dar errado.

A vida seguiu e o Pearl Jam me deu praticamente tudo que eu sou hoje.

Meus melhores amigos da vida eu conheci em shows da banda.

Eu aprendi a tocar guitarra tentando desafinadamente tocar Who You Are do Pearl Jam em casa. E de tanto tentar e tentar, há dois meses atrás fiz meu debut nos palcos tocando com uma banda cover do Pearl Jam, algo surreal pra quem há 5 anos não sabia nem empunhar um violão de forma coerente.

Eu conheci a mulher da minha vida na fila de um show do Pearl Jam, e nós noivamos num show do Pearl Jam!

Eu tive minha história contada pelo Eddie em 2015 e ele dedicou a nós a nossa música (I got Id).

Mas chega de falar de mim, e do quanto essa banda me representa como ser humano.

Vamos aos caras. O Pearl Jam é aquela banda que vale a pena… É a banda que não vai te decepcionar dentro e fora dos palcos. É a banda que vai dar tudo de si, tudo que pode, todas as vezes que você precisar. Ela vai te conectar com muitas outras pessoas mais do que qualquer outra, pois os fãs de Pearl Jam só querem falar de Pearl Jam! Ela é a banda que vai brigar por você, independentemente do local e mesmo sabendo que eles vão perder essa briga (ticketmaster). Ela vai ser aquela banda que você vai ter orgulho de dizer pra quem não conhece, que eles são os caras. Você terá tanto orgulho que vai disseminar as letras de cada disco como se fossem palavras bíblicas (sim, tem fã que não precisa de religião, pois tem o Pearl Jam).

Os adjetivos são intermináveis, ainda mais vindos de quem deve tanto à banda, mas eu vou reduzir tudo à uma pequena historia que lembrei agora.

Quando conheci minha esposa, nós enfrentamos um longo relacionamento à distância antes de finalmente noivarmos e morar juntos. E nesse tempo de distância, nada nos dava mais força do que o Pearl Jam. Fazíamos dos finais de semana nossos encontros para ver shows e ficar conversando pelo telefone, msn etc. Eu lembro dos dias terríveis que a saudade apertava de uma forma inexplicável, mas tudo ficava calmo quando sentávamos na frente do computador para conversar e ouvíamos algum disco do Pearl Jam. Era algo espiritual que experimentávamos. Eu nem consigo descrever aquele tempo sem sentir um nó na garganta. Mas no fim tudo ficava bem, pois, mesmo que tudo desse errado (e na maioria das vezes dava), nós tínhamos o Pearl Jam.

Hoje a banda faz 28 anos, e eu ainda não tenho ideia do quão importante eles se tornaram para mim.

Conhecendo os fãs de Pearl Jam ao longo dos anos, creio que essa frase acima se aplica para muitos outros que, assim como eu, sentem-se em débito com esses caras.

No dia do aniversário deles, não consigo dizer parabéns, acho que a palavra mais correta é; Obrigado!

 

Texto: Cristiano Feix

Anúncios

8 comentários em “Um texto sobre o Pearl Jam”

  1. Sensacional o texto. Várias mesmas sensações por aqui! Desde 2000 só escuto Pearl Jam. Muitos dizem que eu sou louco, que estou perdendo várias “coisas legais”. E a resposta é sempre: “eu nao preciso escutar outra coisa”.

    1. Hahahaha… Cara, vc tem um discurso idêntico ao de um grande amigo meu. Respeito a opinião de vcs, mas nem só de PJ vive o homem (apesar dessa banda ser foda!).

  2. viva viva belo texto senti coração nessas expressões parabéns…. falando em pearl jam joão e companhia alguém sabe dessa possibilidade do pearl jam rock in rio 2019 fiquei esperando alguma resenha relacionada a isso

  3. Parabéns pelo Texto !!!
    Bem retratado muito dos sentimentos de quem ouve esta banda praticamente todo dia.
    Tenho 40 anos e escuto PJ a 28 anos, boa parte de como agimos e pensamos tem sim influência nas característica da Banda.
    Forte abraço a todos !

  4. Cara, que coisa emocionante. Penso exatamente como você e que inveja (do bem) de ter conhecido o amor da sua vida num show dos caras.
    Pra mim isso foi praticamente impossível até agora, sempre quis ter uma relacionamento com alguém que goste como eu gosto, ainda mais sendo gay e tendo um baita abismo musical com as pessoas que conheço (com exceção de alguns grandes amigos).

    Parabéns pelo texto!

  5. Texto perfeito! Representa mto o que a maioria dos fãs sente pela banda. Parabéns!
    Em tempo: depois de ontem terei de ouvir toda a discografia da banda na tentativa de aliviar o aperto que sinto no peito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s